sábado, 2 de setembro de 2017

A culpa é tua...

..."por ter esse sorriso".

E se não existisse rede social?
E se eu não fosse uma stalker profissional?

Vou fingir que não vi,
vou deixar chegar sim,
vou me permitir!

Quatro anos sem sentir nada,
quatro anos sem querer.
E é isso,
EU QUERO SIM,
enfim.

Se for pra ser, já é.



domingo, 15 de novembro de 2015

Leveza

Não tem mais visita.
Também não tem mais tristeza.
Já faz um tempo
Que eu nem me importo com as certezas.
Deixei de procurar sentido, voltei a sentir.
Não tem nada sob controle.
E tudo bem.
Tudo bem.
Bem.



quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Atenção

E hoje que eu tou beirando o desespero,
ele mostra mais uma vez que tá presente.
Tá do meu lado protegendo nossa filha,
me mostra o caminho e eu vou, eu sigo.
Porque eu escuto teus sinais.

Eu te sinto.

sábado, 26 de outubro de 2013

Abraço

Ele veio me abraçar essa noite.
Uma amiga nos viu e perguntou se estávamos juntos,
respondi que quase.
Ele riu, me achando pretensiosa.
Perguntei se não estaríamos se ele estivesse aqui de fato.
Ele riu de novo, se divertindo com a situação
e me abraçou forte dizendo que sim, que eu sei que sim.

E eu sei.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Merecimento

Acabo de descobrir que não mereço sofrer.
Não lembrei da data de hoje, não lembrei que era mais um 17.
Bem pelo contrário, hoje tive um insight de como conseguir alcançar meu objetivo.
Sim, de uma hora pra outra, hoje eu voltei a ter objetivo.
E eu sei, isso é ele aqui com a gente...

Porque agora ele sabe.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Querer bem

Nunca me senti tão protegida.
Hoje dei um pequeno passo para muitos,
mas um grande passo dentro do contexto todo.
E ele me ajudou, eu senti o apoio, o incentivo.

"Vai sim, te arruma bem bonita e vai.
Prende o cabelo do jeito que eu te ensinei
que tu fica mais bonita ainda.
Vai, vive.
Eu tou bem e te quero bem."

Obrigada, meu amor, meu amigo.

domingo, 14 de julho de 2013

Sempre me cuidando

Tava vendo o programa da médium e,
mesmo que possa parecer charlatanismo, a gente acredita.
(ou a gente quer acreditar? enfim...)
Aí começo a pensar em que lado ele tá, se tá sentado,
se tá voando, se tá comigo, se tá com a rafa,
se pode ser onipresente.
Fico pensando que tou bem louca,
mas fico até falando com ele (sozinha) e choro, óbvio.
Choro litros, incontidamente.
Ele deixa, mas logo faz eu levantar
e ir limpar o nariz, os olhos borrados.
Me mostra no espelho e faz eu me olhar com amor.
Me faz arrumar meu cabelo de um jeito diferente
e eu me sinto bonita, bem bonita.
Volto pro sofá e troco o canal, chega de ver essas coisas.
Fico forte e renovada.

Louco é quem não acredita no invisível.